Image

The Window​!

IMG_7801

IMG_7656

I see things differently, I think of them otherwise, for someone it is a reflection of a person for me is more than that.
It is the reflection of a soul, the harmony of soul and body.
I see this in an abstract sense of the beauty of the landscape. One day I may be able to express what my eyes see and what I really think.
– What you see Andrea?
I see a landscape painted in shades of blue. Nature is art, nature is the creator of the most beautiful things.
I can go through my reflection and see something I have not felt for a long time – The smell of the sea.
– And you what do you see, Chris?
– A table of life.
A portrait of a beautiful young girl and a friend with extraordinary beauty, and before her, within small walking distance, is a superb landscape, a room flooded by the fragrance of the sea, and the soft summer breeze behind her smells of lilies , on the balcony.
– Andrea, do not go, friends should always be close to each other.

Vejo as coisas de maneira diferente, penso nelas de outro modo, para alguns é um reflexo de uma pessoa para mim é mais que isso.

É o reflexo de uma alma, a harmonia da alma e do corpo.
Vejo isto num sentido abstrato da beleza da paisagem. Um dia talvez consiga exprimir o que os meus olhos veem mas o que realmente penso.
– O que vês Andrea?
Vejo uma paisagem pintada em tons de azul. A natureza é a arte, a natureza é a criadora das coisas mais belas.
Consigo atravessar o meu reflexo e ver algo que não sentia há muito tempo – O cheiro do mar.
– E tu o que vês, Chris ?
– Um quadro com vida.
Um retrato de uma bela jovem e amiga com uma beleza extraordinária, e antes dela, a uma pequena distância, encontra-se uma paisagem soberba, uma sala inundada pela fragrância do mar, e a brisa suave de verão trás com ela os cheiros dos lírios, que se encontram na varanda.
– Andrea, não vás, os amigos deveriam estar sempre perto uns dos outros.

CREDITS: IMAGE AND TEXT THESCHEME617
Advertisements

Summer fog!

IMG_9946 (1)

IMG_9950 (1)

In light fog in the morning, the sun will timidly appear and rays in shades of orange and yellow reach on the white blanket that stretches along the beach, the mountains begin to take the shape and gradually we can see a mass of people. There is a quiet joy in the air. The light breeze blowing, the sea is calm, the temperatures are still pleasantly warm, repaired suddenly on a girl who carries on her back a child. The young mother’s steps were short, her hands went to the front and back very gently and hummed a lullaby while walking. And every minute, significantly, she was getting away. In my eyes that picture started to become increasingly blurred as if it were a mirage, the distant shadows gave leaps of joy, splashed in the water, with a mild climate, perfect for the early morning baths … Photography is one of the most beautiful things, we capture the exact moment we want, but the nature of that  moment only I know, the rest is pure imagination.

No nevoeiro leve da manhã, o sol vai aparecendo timidamente e os raios em tons de laranja e amarelos penetram sobre a manta branca que se estende ao longo do areal, as montanhas começam a ganhar os contornos e aos poucos avistam-se um aglomerado de pessoas. Há uma alegria sossegada no ar. Ao sopro leve da brisa, o mar está calmo, as temperaturas ainda são amenas, reparo subitamente numa rapariga que transporta às suas costas uma criança. Os passos da jovem mãe eram curtos, as mãos andavam para a frente e para trás muito delicadamente e cantarolava uma canção de embalar enquanto caminhava. E de minuto a minuto, sensivelmente, vai ficando afastada. Aos meus olhos aquela imagem começou a ficar cada vez mais turva, como se de uma miragem se tratasse, as sombras longínquas davam pulos de alegria, chapinhavam na água, com uma temperatura amena e propícia para os primeiros banhos matinais… A fotografia é uma das coisas mais belas, captamos o momento exacto que queremos, mas a essência exacta dos acontecimentos só eu sei o resto é pura imaginação.

CREDITS: IMAGE AND TEXT THESCHEME617